quinta-feira, novembro 29, 2007

António Patrício

Saudade do teu corpo

Tenho saudades do teu corpo: ouviste
correr-te toda a carne e toda a alma
o meu desejo – como um anjo triste
que enlaça nuvens pela noite calma?...

Anda a saudade do teu corpo (sentes?...)
Sempre comigo: deita-se ao meu lado,
dizendo e redizendo que não mentes
quando me escreves: «vem, meu todo amado...»

É o teu corpo em sombra esta saudade...
Beijo-lhe as mãos, os pés, os seios-sombra:
a luz do seu olhar é escuridade...

Fecho os olhos ao sol para estar contigo.
É de noite este corpo que me assombra...
Vês?! A saudade é um escultor antigo!

(António Patrício in Poesia Completa)



Há muito que conhecia a Rua António Patrício no Porto, mas estava longe de saber quem foi este personagem. Esta semana encontrei este poema dele numa página da internet que me despertou a curiosidade.

Nasceu no Porto, frequentou a Escola Naval mas acabou por se formar em Medicina tendo depois exercido uma carreira diplomática. Foi também poeta, ficcionista e dramaturgo.
Um destes dias irei tentar descobrir mais da escrita dele mas por agora fico-me com esta "Saudade do teu corpo"!

3 Comments:

Anonymous Maria treva flor said...

De facto existem imensas ruas com nomes de gente ilustre que não fazemos ideia dos seus contributos.

1:19 da tarde  
Blogger pitorro said...

Olá, querido Dr. Julio (permite-me)
já acabou o livro !? eu diria antes que já acabou um dos muitos livros que ainda lhe faltam escrever.
O último certamente não será acabado por si e o meu bem muito gostaria de encontar quem o quisesse escrever.Afinal existe tanta gente gira por aí, por aqui, com imensos e complexos assuntos inconsoláveis.
Bem hajam todos os que têm dons e os sabem partilhar.
Um grnade e apertado abraço
pitorro

5:33 da tarde  
Anonymous www.hotaskim.blogspot.com said...

Excelente poema que eu já conhecia, só não conhecia o blog...
Parabéns... O poema fez-me lembrar uma foto minha. Bjs. Hotaskim

7:04 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home