sexta-feira, abril 02, 2010

(im)possível

Farto do remediável e do mais ou menos, opto por abdicar do possível em favor do impossível onde espero transcender-me e catapultar-me para lá dos limites que sinto existirem em mim.

2 Comments:

Blogger Mariamar said...

Quando há sonhos não há limites. Sonha!

1:39 da tarde  
Blogger Loopy said...

:) isso requer sempre coragem :) Força aí! Beijinho :)

6:16 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home